quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Para refletir...(09-12/08/18) - O Valor Da Gratidão

"... sede agradecidos" (Colossenses 3:15).

O maior sinal de ingratidão é o esquecimento de dizer "obrigado".

O ingrato não reconhece o que fazem por ele, mas, apenas o que faz por outros. Ele vê os defeitos dos que tudo fazem para agradá-lo e não percebe que o defeito maior está nele mesmo. Ele não sabe dizer "obrigado", a não ser que esteja esperando um algo a mais.

Isso também acontece na vida com Deus. O Senhor cuida dele, protege-o em todas as circunstâncias, caminha a seu lado e ele só sabe dizer que Deus não lhe atendeu a esse ou aquele pedido. Foi abençoado em ocasiões incontáveis, mas a lembrança é apenas da bênção que ele pensa não ter recebido.

A ingratidão mostra falta de amor, de compreensão, de sabedoria. De amor porque exige de outros o que não existe em si mesmo, de compreensão porque tem os olhos fechados dentro de seus próprios interesses, de sabedoria porque seu gesto fecha portas e mãos abençoadoras.

Precisamos ser gratos a Deus por Sua bondade e misericórdia e também aos que Deus usa para nos abençoar. Ou tudo ganhamos ou tudo perdemos.

Senhor, ajude-nos a ver o quanto Tu nos ama.

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(06-08/08/18) - Amor À Primeira Vista Ou Pela Convivência?

"Simão, filho de João, tu me amas? Ele lhe respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo" (João 21:16).

"Sem convivência não há amor".

Dando um passeio por antigas citações, deparei-me com a que aparece acima. Fiquei meditando nisso por alguns segundos e concordo que é a pura verdade. A teoria do "amor à primeira vista" é bastante discutível! Pode haver paixão, desejo e coisas similares, mas amor... depende mais do que uma primeira vista.

Como faço com tudo que leio, comecei a pensar nisso em relação à nossa vida com Deus. Nós o amamos quando passamos a vida ao Seu lado. Nós amamos a Sua Palavra quando nela refletimos constantemente. Nós amamos seguir Seus conselhos quando os praticamos todos os dias. É a nossa convivência com o Senhor que nos leva a amá-lo, cada vez mais.

Amamos ir à casa do Senhor quando estamos sempre lá. Amamos participar dos programas da igreja quando estamos acostumados a dizer, "pode contar comigo". Amamos ouvir a Palavra pregada quando procuramos aplicá-la aos nossos dias, logo que deixamos a reunião. Amar a Deus é conviver com Ele e o conviver com Ele é o combustível para que O amemos mais e mais.

Seu amor ao Senhor foi apenas passageiro, por uma primeira experiência, ou é definitivo, pela convivência diária com Ele?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(03-05/08/18) - Quem Pode Dar Ordens E Ser Obedecido?

"Faço um decreto pelo qual, em todo o domínio do meu reino, os homens tremam e temam perante o Deus de Daniel, porque ele é o Deus vivo e que permanece para sempre; o seu reino não será destruído, e o seu domínio não terá fim. Ele livra, e salva, e faz sinais e maravilhas no céu e na terra" (Daniel 6:26, 27).

O rei Knut, da Inglaterra, uma vez deu uma lição aos seus bajuladores. Estes viviam dizendo que ele era o mais poderoso do universo e que ninguém se atreveria a desobedecê-lo. Mandou que colocassem seu trono na beira da praia, quando a maré estava baixa. Sentou-se, ao lado de sua família e ficou calado. A maré começou a encher e a água molhou os pés do rei. "Ordeno-te, ó água, que volte e proibo-te que molhes os pés do rei", disse ele, diante de todos. Em vez disso, uma onda mais forte veio e molhou o rei por inteiro, assim como a toda a sua família. O sábio rei, então, disse aos súditos: "Que todos os povos da terra saibam que os reis não têm autoridade alguma, a não ser aquela que Deus lhe dá. O poder dos reis é coisa vã. Ninguém é digno do nome de rei, a não ser aquele que criou a terra e o mar, e cuja palavra é a lei dos céus e da terra". Hoje, na cidade de Southampton, em uma velha parede, bem perto do mar, há uma placa com estes dizeres: "Neste local, em 1032, o rei Knut repreendeu toda a sua Corte".

Muitas vezes nos julgamos muito importantes e exigimos que todos façam a nossa vontade. Por sermos ricos... poderosos... por termos alcançado uma alta posição na sociedade, cremos que somos melhores que todos os demais. Esquecemos rapidamente que tudo o que somos e temos, foi bênção de Deus. Nada teríamos sem Sua permissão e a nossa atitude deve ser de gratidão e humildade. Ao Senhor toda a glória e só Ele merece o louvor dos homens.

Você gosta de sentar em um trono e dar ordens ou sabe que toda honra pertence ao Senhor?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(01-02/08/18) - Ao Sair E Ao Regressar

"Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno" (Salmos 139:23, 24).

"Quando saio de casa eu penso no que vou fazer. Quanto regresso, eu examino tudo o que fiz."

Que importância temos dado às nossas atitudes e decisões? Temos procurado colocar tudo diante do Senhor, para conhecer Sua vontade e pedir Sua direção? E ao final do dia, temos colocado nossas realizações no altar de Deus, para saber se, em tudo, fomos aprovados? Temos agradecido ao Senhor por nos conduzir por caminhos de vitórias?

Quando conquistamos bênçãos, devemos mostrar ao Senhor a nossa gratidão. Quando pecamos em nossas ações, devemos mostrar a Ele o nosso arrependimento e pedir perdão e Seu apoio para que não erremos mais. Cada dia com o Senhor deve ser um aprendizado e um degrau a mais em nosso crescimento espiritual.

Quando planejamos nossos dias na presença de Jesus, dificilmente temos decepções. Quando agimos por nossa própria conta, podemos acumular frustrações e derrotas desnecessárias. Com Cristo nosso caminho é plano e sem sustos. Caminhamos com tranquilidade e chegamos ao nosso destino com grande alegria.

Deixemos que o Senhor sonde nossos corações e nos guie pelo caminho da felicidade.

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(30-31/07/18) - O Que É Mais Fácil?

"Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o perverso, entre o que serve a Deus e o que não o serve" (Malaquias 3:18).

"É mais fácil acender uma lâmpada do que criticar a escuridão."

Passamos muito tempo nos queixando e até criticando tudo e todos. E o que fazemos para que sejamos diferentes? Que esforço temos feito para mudar a situação? Já ouvimos muitas pessoas dizerem: "Sozinho eu não posso mudar o mundo", mas é um começo, uma novidade, um exemplo que outros podem seguir.

Mais fácil que consertar a corrupção do mundo é ser honesto. Mais fácil que impedir que os amigos deixem de mentir é falar sempre a verdade diante deles. Mais fácil que ser arrogante e prepotente é agir sempre com humildade em todas as situações. Mais fácil que semear incredulidade e nada ter a esperar em troca é ter fé e esperar as bênçãos que o Senhor tem preparado para nós.

Se todo o mundo não melhorar por causa da diferença que faremos com nossa maneira de viver, pelo menos o nosso mundo pessoal, melhorará. Seremos muito mais felizes e saberemos para onde estamos caminhando.

O que você tem feito, críticas ou tentativas de mudança?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(26-29/07/18) - Trabalho Feito De Longe

"Agora, vos rogamos, irmãos, que acateis com apreço os que trabalham entre vós e os que vos presidem no Senhor e vos admoestam; e que os tenhais com amor em máxima consideração, por causa do trabalho que realizam" (1 Tessalonicenses 5:12, 13).

Giovani estava trabalhando com muita disposição em determinado dia. Paulo, seu companheiro de trabalho, era cristão, como ele e ficou impressionado com sua alegria. "Vejo que hoje você está mais feliz que o normal. Está cantando desde que chegou", comentou o irmão. "É que hoje eu estou pregando o Evangelho em um país da África", respondeu Giovani. "Que bobagem é essa. Você está no mesmo lugar onde estava ontem e durante toda a semana", disse Paulo. "É que minha igreja tem um missionário na África e eu estou doando o salário de hoje para missões", concluiu Giovani, continuando a cantar.

O que temos feito em obediência ao Senhor, para o crescimento de Sua obra? Como temos demonstrado nosso amor pelos perdidos? Como temos externado nossa gratidão a Deus pelo muito que tem feito por nós?

A vontade de Cristo para nossas vidas é que saiamos a pregar Sua Palavra. Temos feito isso? Como? Temos ido pessoalmente buscar os que caminham sem salvação? Temos contribuído financeiramente para sustentar os que se oferecem para ir? Temos orado e encorajado os que, com ousadia e disposição, deixam seus interesses pessoais para que o nome do Senhor seja glorificado?

E se fazemos isso, por que o fazemos? Porque é nossa obrigação cristã ou porque é um privilégio sermos uma bênção nas mãos de Deus?

Você tem pregado o Evangelho de perto, de longe, ou nada tem feito?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(23-25/07/18) - Caráter E Princípios

"Quem é fiel no pouco também é fiel no muito; e quem é injusto no pouco também é injusto no muito. Se, pois, não vos tornastes fiéis na aplicação das riquezas de origem injusta, quem vos confiará a verdadeira riqueza? Se não vos tornastes fiéis na aplicação do alheio, quem vos dará o que é vosso?" (Lucas 16:10-12)

Um homem foi despedido de seu trabalho porque disse ao patrão que não poderia trabalhar no dia consagrado ao Senhor. " Conheço as regras da empresa e preciso muito trabalhar para sustentar minha mãe e minha casa, mas, minha consciência não me permite deixar de louvar e servir ao Senhor. Peço desculpas por isso". O patrão mandou que passasse no escritório para receber o que lhe era devido. Poucos dias depois, o patrão encontrou um amigo que lhe disse estar precisando de um caixa para sua empresa e que estava tendo dificuldades para encontrar uma pessoa de confiança. O homem logo recomendou aquele jovem. "Mas você o despediu", comentou o empresário amigo. "É verdade", disse ele, "mas, um homem que prefere perder seu emprego e seu sustento para não ferir seu caráter e seus princípios, é a pessoa de confiança indicada para ser o seu caixa."

Que imagem temos deixado para aqueles que nos conhecem ou que convivem conosco todos os dias? A de uma pessoa de caráter e princípios, honrada, fiel, merecedora de toda confiança, ou a imagem de alguém a quem se deve evitar?

Que pensam de nós os parentes, os irmãos da igreja, os vizinhos e colegas de trabalho? Quando deixamos um lugar, podemos estar certos de que seremos bem recebidos ao voltar ou preferirão que não voltemos mais? Seremos recebidos com festa e abraços ou somente com um cumprimento indiferente? Seremos lembrados como exemplo ou como um mau testemunho?

Que nossa vida mostre cada dia mais o brilho de Cristo.

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(19-22/07/188) - A Prática Que Leva Ao Sucesso

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha" (Mateus 7:24).

Joana era uma excelente atleta, uma das melhores em sua categoria. Mas, na vida cristã, sentia-se uma fracassada. Procurou o pastor e lhe contou sobre suas frustrações espirituais. O pastor, com ternura, disse-lhe: "Você é uma vitoriosa no atletismo. Quantos dias você treina por semana?" Joana respondeu imediatamente: "Todos os dias, pelo menos uma hora" O pastor continuou: "E quantas vezes você ora ou lê a Bíblia, por semana?" A atleta, já de cabeça baixa, respondeu: "Uma ou duas vezes por semana, cinco ou dez minutos, quando tenho tempo". O pastor fez ainda uma última pergunta: "Você crê que seria a atleta que é hoje se dedicasse o mesmo tempo na prática de seus exercícios?" Joana não tinha mais resposta.

Somos bem sucedidos na vida quando nos dedicamos totalmente ao que desejamos. Se estudamos com determinação, somos bons alunos. Quando trabalhamos com denodo, alcançamos nossos propósitos profissionais. Quando exercitamos com amor e fé a nossa vida espiritual, temos uma vida plena de vitórias e incontáveis bênçãos. Com negligência e desinteresse, não chegaremos a lugar algum, nem na vida secular e nem no relacionamento com Deus.

O bom atleta é aquele que pratica, com muita disposição, todos os seus exercícios. O bom cristão, o servo fiel ao Senhor, é aquele que pratica, com muita alegria e regozijo, todos os exercícios espirituais ensinados por Cristo em Sua Palavra. Quanto mais oramos, lemos a Bíblia e estudamos os mandamentos do Senhor, melhores atletas espirituais seremos e o Senhor será glorificado em nossas vidas.

Como atleta de Deus, você tem alcançado vitórias?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(18/07/18) - Convicção No Sim E No Não

"... seja o vosso sim sim, e o vosso não não, para não cairdes em juízo" (Tiago 5:12).

Alberto era um homem temente a Deus e dava um bom testemunho no escritório onde trabalhava. Por ocasião do aniversário do patrão, este convidou a todos para uma festinha no fim da tarde. Os colegas de Alberto ficaram excitados. O patrão era muito exigente e não admitia que o contrariassem. "O chefe vai oferecer bebida a todos e quero ver se o Alberto terá coragem de recusar", disse, com ironia, um dos empregados. Na hora do brinde Alberto agradeceu ao patrão e disse que, como cristão, não poderia aceitar a bebida. Todos ficaram espantados com a ousadia de Alberto. No dia seguinte, o patrão mandou chamá-lo e ofereceu o cargo de chefia em um departamento da empresa. "Precisamos de um homem com sua convicção. O cargo é seu."

Como está o nosso testemunho diante do Senhor. Mudamos de lado conforme nossos interesses ou permanecemos firmes em nossa fé, para nosso próprio deleite e glória de Deus? Temos sido obedientes ao Senhor na igreja, em casa, no trabalho e em todos os demais lugares ou nos transformamos de acordo com as circunstâncias?

A bênção do Senhor é para os fiéis, para os constantes, para aqueles que colocam suas vidas no altar de Deus e deixam que Ele os dirija em todas as decisões. Como desejaremos ouvir o "servo bom e fiel" se nossas atitudes envergonharem o nome de Jesus?

Alberto, personagem de nossa ilustração, não foi simplesmente ousado e corajoso. Ele foi obediente ao Deus que lhe prometeu vitórias em todas as situações. Foi fiel e Deus o abençoou.

E nós, queremos ser abençoados?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(17/07/18) - Não Deixe Para A Última Hora

"Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis" (1 Coríntios 9:24).

Jaime costumava deixar tudo para a última hora. Sempre chegava tarde a seus compromissos. Precisou, certo dia, fazer uma viagem ao exterior. Comprou as passagens -- muito caras -- e preparou todos os documentos para esperar o dia da viagem. Mas, como era seu costume, saiu de casa tarde, desceu do taxi correndo e correu o mais rápido que pode. Quando chegou ao portão de embarque, estava fechado. Alguém lhe disse: "Você não correu o bastante". Ele, lamentando, respondeu: "Eu corri muito, sim, mas comecei a correr muito tarde."

E nós, como está nossa corrida para a salvação e a vida eterna? Muito devagar ou ainda nem começamos a correr? Somos aqueles que deixam tudo para a última hora e que acham que Deus é apenas para os velhos que nada mais têm a fazer nesse mundo? É possível que comecemos a correr muito tarde, como o Jaime, e corremos o risco de encontrar a porta fechada.

Quem começa a buscar o Senhor cedo, não precisa correr, evitará sustos espirituais e ficará livre de encontrar o portão fechado.

Quando você vai começar a correr? Ou já está andando devagar e tranquilo na presença de Jesus?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(12-16/07/18) - Trazendo Para Perto Ou Afastando?

"Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal" (João 17:15).

Um jovem, desejando ser uma bênção nas mãos de Deus, perguntou ao pastor: "Eu preciso deixar o mundo para viver uma vida santa?" "Não", respondeu ele, "basta que você viva de tal maneira que o mundo perceba que é um cristão."

Quando nossos amigos, nossos parentes e todos que vivem ao nosso redor olham para nós, o que veem? Uma pessoa mundana, com os mesmos vícios das demais pessoas que vivem no mundo ou uma pessoa diferente, comprometida com o Senhor e Seus ensinos nas Escrituras?

Temos inspirado transformação de vidas ou afastado ainda mais as pessoas da presença de Deus? Somos imitados ou evitados? Somos um exemplo a seguir ou uma pedra de tropeço para nossos irmãos?

Estamos no mundo para iluminar os lugares sombrios. Temos a incumbência de mostrar o caminho aos perdidos. Cristo segue conosco, cuida de nós, orienta-nos para que sejamos bênçãos em todos os momentos. A maior bênção que podemos receber neste mundo é ser uma bênção para os que não sabem o que fazer e nem aonde ir.

Jesus nunca nos mandou deixar o mundo. É no mundo que devemos viver. É no meio do pecado que devemos testificar. É nos ambientes de trevas que devemos brilhar. É nos campos de mentiras que devemos semear a verdade.

Somos cristãos e isso nos basta para vivermos uma vida santa.

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(09-11/07/18) - Carregar Baldes

"Orai sem cessar" (1 Tessalonicenses 5:17).

Numa das viagens de Moody, da América para a Europa, irrompeu um incêndio no navio. Os passageiros formaram fila passando de mão em mão os baldes cheios de água. Alguém lembrou-se de convidar o homem de Deus a se afastarem para oração, ao que ele respondeu: "Vamos orar aqui mesmo, enquanto ajudamos a carregar os baldes de água".

Muitos creem que a verdadeira vida cristã consiste em orar o tempo todo. E isso é uma grande verdade, desde que a oração não interrompa o nosso trabalho para Cristo. Quando nos ocupamos em orar e não nos importamos com o nosso testemunho cristão, estamos equivocados. Quando nos ocupamos com tudo e não damos valor à oração, estamos errados também. Orar sem cessar é orar nos tempos livres e durante o tempo em que estamos ocupados também.

Conheci uma senhora que passava quase que todas as suas horas no monte. Ela dizia que precisava estar "a sós" com Deus e o monte Era o melhor lugar para isso. Fazia isso há muitos anos. Enquanto estava lá, "a sós" com Deus, esquecia de sua casa e sua família. Perdeu seus três filhos da mesma maneira... para as drogas. Os três morreram. E ela não desistiu de ir orar no monte. Seria isso uma obediência ao "orai sem cessar"? Claro que não.

O evangelista Moody era um homem de oração. No relato de nossa ilustração inicial, ele não respondeu que não iria orar. Disse apenas "vamos orar aqui mesmo enquanto carregamos os baldes". Isso é orar sem cessar! Orar nos momentos de paz, orar nos momentos de aflição, orar por nós mesmos e por todos que estão ao nosso redor. Orar é falar com Deus e ouvir a voz de Deus para todas as necessidades. Orar é agir e o agir deve ser acompanhado de oração.

Você larga tudo para orar ou ora enquanto carrega os baldes?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(06-08/07/18) - Sensatos Ou Não, São Amados

"Diz o insensato no seu coração: Não há Deus" (Salmos 53:1).

Conta-se que Jean Le Rond d'Alembert, escritor, filósofo e matemático francês, frequentava com assiduidade o palácio de Lorena. Querendo atrair a atenção sobre si, irreverentemente afirmou: "Sou eu o único neste palácio que não crê em Deus e, por isso, não o adora. "Engana-se", respondeu a princesa. O senhor não é o único neste palácio que não crê em Deus e nem o adora. "Quem são os outros?" perguntou o sábio. "São todos os cavalos e os cães que estão nas cavalariças e nos pátios deste paço" respondeu a princesa. "Assim, estou sendo comparado aos irracionais!?" "De modo algum", tornou a princesa. Embora os irracionais não tenham conhecimento nem adorem a Deus, não têm a imprudência de se vangloriar disso."

Essa é uma história antiga. Não sei se é verdadeira. Mas, não importa. Conheço muitos que se dizem ateus e são vistos nas igrejas. Dizem que estão apenas "acompanhando " a esposa e filhos! Conheço muitos ateus que conhecem a Bíblia melhor que muitos cristãos que estão há anos nos templos. Dizem que estudam a Bíblia apenas para contradizer os ensinos de Cristo. Eles dizem muitas coisas que não podem provar, mas, eu digo que os ateus, para nós, são pessoas amadas de Deus e que precisam do carinho e dos cuidados do Senhor.

Eu digo que não creio em ateus. Creio somente naqueles que, apesar de dizerem não crer em Deus, guardam no fundo do coração uma semente para a hora em que dirão, "eu não cria e agora creio".

Nós, cristãos, amamos os ateus! Queremos vê-los felizes, alcançados pelo amor de Deus, sendo chamados pelo Senhor, em voz alta, "benditos de meu Pai". Deus criou a todos, ama a todos, deseja o melhor neste mundo para todos.

O insensato diz: "não creio em Deus" e nós, que somos sensatos e separados por Deus, dizemos: "Eu creio em vocês, na salvação eterna quando Jesus entrar em seus corações".

E você, ama também os insensatos que não adoram a Deus?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(03-05/07/18) - Boas Recordações

"Sede meus imitadores, como também eu de Cristo. E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim..." (1 Coríntios 11:1, 2).

Foi na Escola Bíblica de uma igreja cristã que o adolescente James Callaghan aprendeu a caminhar com o Senhor. Sua professora, com muito carinho, ensinou-o a colocar seus planos e sonhos no altar de Cristo. Ele guardou no coração belas recordações da época. Já adulto e vitorioso na política, Callaghan se tornou Primeiro Ministro Britânico. Lembrou-se e desejou, então, rever sua antiga professora. Pediu ajuda da Imprensa e conseguiu localizá-la. A mulher, muito humilde e já idosa, lembrou-se até da Igreja onde o Primeiro Ministro havia sido seu aluno. Foram momentos de grande regozijo para ambos.

Que lembranças temos deixado para aqueles que conosco convivem? De que poderão se lembrar quando os anos passarem? Desejarão nos encontrar novamente? Desejarão nos abraçar e dizer que fomos importantes em cada passo que deram em suas vidas?

Como é bom saber que as marcas que deixamos no caminho produziram frutos para outros. Como é gratificante saber que muitos foram abençoados por nosso testemunho. Como nos dá prazer reencontrar velhos amigos que nos digam o como fomos importantes em suas decisões de vida. Essas pessoas dirão que devem , em parte, a nós, suas vitórias, mas, na realidade, a vitória é muito mais nossa. E toda glória pertence ao Senhor Jesus.

Quantas pessoas nós ajudamos a encontrar a salvação de Deus em nossos muitos anos de vida cristã? Quantas bênçãos recebemos pelo bem que fizemos aos nossos amigos? Podemos dizer que nossas vidas foram usadas para o engrandecimento do nome do Senhor ou apenas nos lamentar pela inutilidade de nossos dias?

O Primeiro Ministro Britânico se lembrou da professora. E nós, de quem nos lembramos? E quem se lembra de nós?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Para refletir...(01-02/07/18) - Pontes Feitas De Fardos

"E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" (Romanos 8:28).

Um pastor, em férias numa montanha, certo dia ficou apreciando uma formiga que, com muita dificuldade, carregava uma enorme palha nas costas. Ao mesmo tempo que observava, pensou: "Que formiga ridícula! Que esforço inútil! Poderia ter escolhido uma carga bem menor". Viu, de repente, que a formiga teria de atravessar uma falha no terreno, maior que seu tamanho. Surpreso viu quando a formiga jogou a palha no chão e empurrou para a fenda, transformando-a em uma ponte. Atravessou por cima da palha e, do outro lado, puxou-a, colocou-a nas costas e seguiu adiante. O pastor, envergonhado, concluiu: "O ridículo sou eu, que lamento os meus fardos e não os uso para construir pontes de vitória."

Por que estamos sempre murmurando pelas lutas de nossa vida, sem mesmo refletir se são oportunidades oferecidas por Deus para construirmos pontes que nos levarão aos sonhos almejados. A Palavra do Senhor diz que "todas as coisas contribuem para o bem dos que amam ao Senhor". E as lutas não são, também, parte do "todas as coisas"? E os fracassos não estão inseridos nas experiências do dia-a-dia? E as decepções não nos ajudam a meditar nas atitudes tomadas? O parar um tempo para recuperar forças não seria uma estratégia de Deus para o nosso sucesso? Se o fardo que levamos é grande, da mesma maneira ele poderá ser usado para facilitar as nossas conquistas.

A formiga seguia com seu fardo e provavelmente cantava, sabendo que a qualquer momento ele seria usado para ajudá-la na caminhada. Façamos o mesmo! Glorifiquemos a Deus por nos dar forças para levar nossos fardos! Ele, por nossa fé, contribuirá para alcançarmos todos os nossos objetivos de vida.

Paulo Barbosa
Um cego na Internet
Cel Oi: 31 98990-8757
Tel USA: 407 309-3311
paulobarbosa@ministeriopararefletir.com.br
www.ministeriopararefletir.com.br
Ministério Para Refletir - 22 anos de bênçãos

Seguidores